quarta-feira, junho 18, 2008

Pelo joelho

Há um jardim de infância colado à minha casa. Nestes últimos dias os piquenos crianços têm saído bastante, causando um mar de pequenas cabeças e vozes excitadas em direcção ao jardim do principe real. Hoje saí, com uma coluna de míudos de mão dada a caminho da carrinha, dezenas de chapéus ao nivel do meu joelho, abrandei o passo para não atropelar ninguém. Algures na subida, uma das professoras vira-se para trás e diz: mexe as pernas Catarina!

A rapariga, atiçada pelo aviso, lá acelerou, sem grande vontade.
Passei por eles, virei para o jardim, com os sons das conversas à distância, até que uma voz de uma pirralha se eleva sobre o murmúrio: anda porra! puxa, puxa
A pobre da Catarina deve ter abrandado outra vez.

Sorri, fiquei com saudades. Queria que hoje fosse também dia de passeio...

1 comentário:

Madalena disse...

Pareceu-me mais o relógio biológico a trabalhar do que propriamente vontade de regressar à infância!

Mas ainda bem, porque eu estou cheia de vontade de ser tia:D