sexta-feira, dezembro 07, 2007

Contos de Algibeira


Foi ontem no Frágil o lançamento destes Contos de Algibeira, uma edição Casa Verde, que reune textos de dezenas de autores portugueses e brasileiros, numa aventura conjunta de gente que nunca antes tinha trabalhado junto, nem sequer se conhecia. Tratam-se de micro-ficções, com o máximo de 500 caracteres, alguns a ocupar apenas duas ou três linhas. Pequenas histórias, normalmente carregadas de humor, pequenas reflexões do quotidiano.
Ontem, no Frágil, tivemos apenas meia dúzia de conhecidos e desconhecidos, para ouvir o Jorge Silva Melo divagar um pouco sobre esta colecção de textos. É daquelas pessoas que vale sempre a pena ouvir falar, seja sobre literatura seja sobre o que for, foi bom revê-lo e dar-lhe um abraço.
Quanto ao livro é interessante, os textos são inteligentes, surpreendentes até, para além do facto que o Alexandre Borges, nosso ilustre encenador, é um dos autores.
No final, três das actrizes d'Os Hipócritas (o meu grupo de teatro), leram de forma descontraida e informal, uma selecção de textos. Uma noite bem passada.
Contos de Algibeira. Nas lojas...

3 comentários:

laura disse...

gosto da palavra "algibeira"...

mas fica um amargo de boca... Afinal, parece que em Portugal se publicam contos, ao contrário do que me disse a dúzia e meia de editoras que gostou muito dos meus textos, mas... :P

Luísa disse...

Uma óptima sugestão para o Natal, portanto...

Bom fim-de-semana. :)

deep disse...

Olá, de novo!

Só para dizer que a menina anterior sou eu!